QUEM FOI MIGUEL SERVET ?

QUEM FOI MIGUEL SERVET?

( Este artigo também se encontra escrito em ESPERANTO )

Sugundo nos relata a história, Miguel SERVET nasceu na aldeia de Villanueva de Sijena, Espanha, em 1511. Desde sua tenra idade, ele foi um aluno muito aplicado. Aos 14 anos ele aprendeu o grego, o latim e o hebráico. Também possuía grande conhecimento de filosofía, matemática e teologia..

Durante sua adolescência, SERVET foi ajudante de Juan de Quintana, o conselheiro espiritual do Imperador espanhol D. Carlos V.

Durante suas viagens ele teve a oportunudade de constatar as principais divisões religiosas da Espanha.

Quando ele completou 16 anos de idade, SERVET matriculou-se na Universidade de Toulouse em França, onde estudou o Direito. Na Bibliotéca da Universidade, ele tomou contacto com a Biblia pela primeira vez.

Apesar de que era proibido ler a Bíblia, SERVET, ocultamente a leu.. Quando terminou toda leitura, ele jurou ler a Bíblia tantas vezes quando ele pudesse. – A Biblia que ele leu, foi a Poliglota Complentense, o que o permitiu ler a Bíblia nas línguas originais, isto é: em hebráico e grego e juntamente com a tradução latina, A sua fé na religião então ficou abalada, devido a imoralidade dos clérigos espanhóis.

O que mais o chocou, foi aquando da Coroação de Carlso V como Imperador do Sacro Império Romano pelo Papa Clemente VII. O Papa encontrava-se sentado no seu trono portátil, e o rei lhe beijou os pés. Ele escreveu: Contemplei, com meus próprios olhos, o Papa carregado nos ombros dos Príncipes, com toda a pompa, sendo adorado de joelhos pelas pessoas nas ruas. Foi a partir daquele momento que ele se inteirou que toda aquela pompa e extravagância não se harmonizava com a simplicidade do evangelho.

SERVET acreditava que a mensagem de Cristo não era dirigida aos teólogos ou filósofos, mas sim às pessoas comuns. Então ele resolveu examinar cuidadosamente a Bíblia e rejeitou todo o ensino contrário às Sagradas Escrituras. A través dos seus profundos estudos da Bíblia, ele chegou a conclusão que o cristianismo se corrompeu durante os três primeiros séculos da Era Cristã. Também ele constatou de que o Imperador Constantino e seus sucessores promoveram falsos ensinos, e sobretudo com a adopção daTrindade, como doutrina oficial.

Com a idade de 20 anos, SERVET publicou o livro  » Os Erros da Trindade « . Esta obra o tornou em um dos princípais alvos da Inquisição Santa.

Nos seus escritos ele demonstrou que em nenhuma parte da Biblia se encontra a menção da Trindade. Ele disse;  » Não conhecemos a Deus pelos nossos orgulhos e conceitos filosóficos, mas, sim, unicamente a través de Cristianismo. » Também ele chegou à conclusão de que o Espírito Santo de Deus não é uma pessoa, mas sim, a força de Deus em acção. Infelizmente a igreja Católica e as Igrejas Protestantes nunca perdoaram SERVET por desafiar, sem receio algum, sua doutrina príncipal.

SERVET, por causa dos seus perseguidorers, teve que mudar o seu nome para Villeneuve e se radicou em Paris, onde ele se formou em medicina.

SERVET foi o primeiro europeu a descrever a circulação pulmunar. Suas descobertas foram incluídas na sua Obra  » A Restauraçào de Cristianismo. »

SERVET publicou uma nova edição de Ptolomeu, o que levou muitos a considerá

-lo como o pai da Geografia Comparativa e da Etnografia. Também foi considerado em perícias das suas Obras em muitas áreas, como o pioneiro no campo da Farmacologia e no uso de vitaminas. Um historiador descreveu SERVET como sendo:  » uma das maíores mentes da História Humana, por ele ter grandemente contribuído para o avanço da cultura universal.

Porém, como sempre sabemos, todos aqueles que procuram a verdade, sempre têm inumeráveis inimigos. E o mêsmo aconteceu com SERVET. Entre os vários dos seus inimigos, encontrava-se João Calvino, o homem que criou um Estado Protestante e autoritário em Genebra. Ele era um radical, tal como qualquer papa, não aceitando individualistas nas crenças religiosas.

Como é do nosso conhecimento, Calvino tornou-se o implacável inimigo de SERVET. Ele, não aceitando as ideias de SERVET, denunciou SERVET à Inquisição Católica. SERVET conseguiu escapar da França, e em seu lugar queimaram, por ordem do Papa, um boneco que o representava. Porém, assim que foi encontrado foi preso, em Genebra, onde as ordens de Calvino eram leis.

Na prisão, por ordem de Calvino, ele recebeu os mais crueis castigos. No seu debate com Calvino, na altura do seu julgamento, SERVET disse que aceitaria em mudar totalmente suas ideias, se Calvino conseguisse apresentar argumentos bíblicos e convicentes.

SERVET foi julgado pela difusão e pregação de Antitrinitarismo e também por ser contra o baptismo infantil e codenado a morrer queimado e atado num madeiro. Muitos historiadores disseram que SERVET foi o único dissidente religioso que foi queimado vivo pelos carrascos protestantes, e cujo boneco foi queimado pela ordem do Papa.

Calvino matou injustamente aquele que ele considerava o seu pior inimigo, mas sua influência desceu drásticamente. A injusta execução de SERVET revoltou grandemente todas as pessoas inteligentes de toda a Europa, e foi um grande argumento para aqueles que defendiam a liberdade cívil e religiosa. Essas pessoas insistiam em que ninguém deveria ser condenado à morte por razão de crenças religiosas, e continuaram determinados a conseguir a luta pela liberdade religiósa em toda a Europa.

Sebastean Chateillon, um humanista francês, escreveu :  » Matar um homem não significa proteger uma doutrina, mas, sim, significa puramente matar um homem, »

O próprio SERVET disse: Eu penso que é um assunto sério matar pessoas por pensarmos que elas estão erradas em alguns assuntos de interpretação bíblica, quando sabemos que até mesmo os eleitos podem se enganar. Falando sobre o impacto duradouro da execução de SERVET, o Livro Michael Servetus – Intellectual Giant, Humanist, and Martyr, ( Miguel SERVET, escreveu: A morte de SERVET foi o momento de virada na ideologia e na mentalidade que existiam desde o quarto século. » E ele acrescentou:

Históricamente SERVET morreu para que a liberdade de consciência pudesse se tornar um direito civil na sociedade moderna. *****

Obrigado por ler este artigo.

Com os meus sinceros agradecimentos, sou: O PUPILO DAS MUSAS.

Laisser un commentaire